Duas Oportunidades em UX em Menos de 6 Meses — Entrevista com Nicole Marinho

Confira como é possível migrar de carreira e conseguir excelentes oportunidades de trabalho com quem já passou pelo processo! Nicole compartilha como migrou de Publicidade e Propaganda para UX e conseguiu duas propostas de trabalho em menos de 6 meses!

Nicole é formada em comunicação, publicidade e propaganda. E atuava com Design e Planejamento estratégico. Insatisfeita com a área de publicidade, ela pediu demissão do trabalho e passou a focar no seu sonho de trabalhar como UX Designer.

Ela compartilha, neste artigo, seu processo de migração para UX e como conseguiu 2 oportunidades em UX Design em menos de 6 meses.

Confira nesta entrevista como ela atingiu seus objetivos em pouco tempo!

Nicole, conta um pouquinho sobre você

Sou formada em comunicação, publicidade e propaganda, e atuava como Designer.

Comecei a sentir um certo desconforto com a área de publicidade ao ver que tinham muitos empecilhos nos projetos e nas empresas que trabalhei. Então, eu comecei a buscar formas de mudar a minha visão de trabalho e como aproximar o cliente dos projetos.

Conheci o UX Design ainda na faculdade. Mas não entendia muito bem o propósito, seu lado estratégico e comportamental.

Conheci o Bootcamp Master Interface Design, da Aela, fui me apaixonando pela área, consegui minha primeira oportunidade de trabalho – e estou indo para a segunda, agora!

Projeto em UX Design desenvolvido por Nicole Marinho, aluna do Bootcamp MID

Em quanto tempo você migrou de área para UX?

Eu já venho estudando há um tempinho. Mas consegui migrar da publicidade para UX Design com 10 meses de estudos, foi relativamente rápido!

Eu pedi demissão do meu antigo emprego, pois estava insatisfeita. Então, resolvi estudar e me dedicar para migrar para a área UX que era o que eu queria.

Foi uma experiência interessante porque eu aprendi a estabelecer regras em casa, me disciplinar, estudar todos os dias. Procurava ter disciplina para assistir as aulas do curso da Aela, ler os livros, realizar os projetos pedidos no curso.

Em paralelo, procurava deixar um espaço para realizar a entrevista com usuários e com o tempo, também cheguei a fazer trabalhos freelancers, durante o curso.

Dica de Leitura: 11 Razões que Fazem do MID um Curso de UX/UI Design Incrível

Qual foi o desafio que você enfrentou para conseguir a sua primeira oportunidade em UX Design?

Meu principal desafio foi conseguir uma vaga como Júnior em UX, porque não havia tantas oportunidades para iniciantes.

Teve um momento que eu fiquei desesperada por não estar encontrando vaga para UX Designer Jr. E foi ai que veio uma dica muito legal que um mentor da Aela me deu: Tentar não focar só em uma modalidade de vaga, mas buscar outras oportunidades também!

Percebi que migrar de uma área para a outra era um processo. E eu tinha as outras experiências no currículo, havia um background. Além disso, eu já havia trabalhado como designer, com planejamento estratégico, eu tinha experiências pra somar.

Comecei, então, a procurar vagas como Pleno também e aplicar o conhecimento que eu tinha junto com o que eu estava aprendendo no curso.

A minha primeira oportunidade que conquistei em UX Design, era uma vaga para Pleno. Mas meu chefe viu que eu queria a vaga, de verdade, e me contratou mesmo eu ainda sendo Júnior!

Wireframe desenvolvido por Nicole Marinho, aluna do Bootcamp MID

Como foi o processo para conseguir a 1ª oportunidade em UX Design?

Descobri essa vaga pelo LinkedIn.

Eu fiz um teste simples com algumas perguntas sobre UX e outras mais gerais.

Depois de um mês, a empresa – que era uma startup – me contatou por WhatsApp e me convidaram para uma reunião.

Na reunião, eu expliquei para os recrutadores porque eu mudei da área de publicidade para UX e eles foram receptivos e entenderam o meu desconforto.

Um dos recrutadores me deu um case para fazer em uma semana. No final, ele gostou do job e fui contratada! Foi minha primeira oportunidade como UX Designer.

Dica de Leitura: LinkedIn para Designers – Dicas Para Melhorar Seu Perfil

Como foi trabalhar como UX Designer nesta startup?

Uma startup tem um ritmo de trabalho acelerado, os processos são muito variáveis e todo mundo tem autonomia!

Dentro dessa startup, eu estava alocada no marketing e cuidava dos sites ligados à cidadania. Eu participava de outros projetos, mas meu foco era UX Design.

Eles trabalhavam com Scrum, então eu já conhecia os métodos utilizados.

Na verdade, eu queria aplicar muito o que eu aprendi no MID, já de cara. Porém, com o tempo fui entendendo melhor os processos e o momento de aplicar o conhecimento em cada um deles!

Então, foi desafiador, e por isso eu cresci muito. Foi muito importante pra mim essa primeira experiência em UX Design!

E como surgiu a 2ª proposta em UX?

A segunda oportunidade foi dentro da rede de pessoas que conheci durante meu processo de migração para UX Design. Eu fiquei amiga de uma pessoa que também era da área de UX.

Ele me ajudou com várias dicas e a me desenvolver na profissão e inclusive comentava sobre vagas.

Depois de um tempo, ele me indicou uma vaga de UX Designer, mais focada em vídeo – nunca achei que fosse meu forte, apesar de já ter trabalhado como UI Designer.

Sempre gostei muito de entender o comportamento dos usuários e as métricas, mas vi na oportunidade mais um desafio!

Fiz o processo seletivo e, em duas semanas, eu passei! Essa foi minha segunda oportunidade em UX/UI Design que conquistei em menos de 6 meses! Fiquei muito feliz!

Hoje atuo como UX/UI Designer na TOTVs, que é uma das maiores empresa de software de gestão empresarial do Brasil. A troca com profissionais mais experientes na área, em um departamento específico de UX mesmo, que tenho tido nesta empresa tem sido muito interessante.

Persona criada pela Nicole Marinho, aluna do Bootcamp MID

Como está sendo o seu dia a dia atuando nesta nova experiência?

Eu vinha de uma startup e esta é uma empresa grande, então sempre há diferenças.

Na startup, eu comecei com um ritmo de trabalho mais acelerado. Entretanto, pude entender melhor os processos porque eram variados.

Nesta nova empresa, eu faço diversos trabalhos também: telas, processos visuais e mais avançados. Porém, percebo que eles tem um trabalho mais amadurecido e específico em UX Design.

O amadurecimento de UX na empresa é bom para aprender melhor os processos da área.

Enfim, estou na empresa há 3 semanas e tenho aprendido muita coisa de processos visuais, tanto na parte de negócios, como em UX Design.

Agora, estou no nível 3 do Bootcamp MID, onde tenho aprendido várias coisas mais específicas também que tem me ajudado.

Dica de Leitura: Como Identificar a Maturidade em UX Design das Empresas?

Que dica você daria para quem está migrando para UX Design?

Eu procurei focar bastante no Bootcamp MID e fazer todos os projetos propostos.

Atualizei meu LinkedIn, passei a conversar com as pessoas da comunidade, que inclusive eram de outras áreas e migraram pra UX Design.

Também entrei em grupos de WhatsApp de profissionais que estão realmente buscando migrar para UX.

Todas essas coisas me ajudaram bastante, principalmente na parte de me comunicar melhor, porque fui quebrando barreiras nesta parte de comunicação direta também!

Então, a dica que eu daria para quem está migrando é estar aberto e disposto para usar estas ferramentas a seu favor e não ter vergonha de pedir dicas a quem já é uma referência na área!

Se você gostou desse conteúdo não se esqueça de clicar em curtir e compartilhar! Esse pequeno gesto ajuda bastante no nosso trabalho! Fique à vontade para continuar navegando aqui e, caso queira receber nossos conteúdos por email, inscreva-se na nossa newsletter!

Gostou do nosso conteúdo?
Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro do mundo do UX
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Cursos

Temos orgulho de ter todo mês novos alunos contratados em países como Brasil, Irlanda, Portugal, Áustria, Nova Zelândia e Canadá.