UX Research: A Importância da Pesquisa em Product Design

O UX Research é um processo fundamental em Product Design para garantir a melhor experiência para os usuários e bons resultados para a companhia. Continue a leitura e entenda como acontece esse processo de pesquisa.
Capa de artigo sobre UX Research

Product Design está diretamente ligado ao desenvolvimento de produtos baseado nas necessidades do usuário. Nesse sentido, a pesquisa e o UX Research são primordiais para coletar informações que suportarão as decisões do seu projeto de UX Design.

No entanto, efetuar pesquisas é uma atividade sensível e que deve ser feita a partir do entendimento de métodos e processos para que se possa obter uma boa taxa de sucesso e eficiência.

Neste artigo, abordaremos o processo de UX Research e como você pode conduzir uma pesquisa voltada para Product Design!

O que é UX Research?

UX Research é uma etapa dentro do processo de Product Design — e de UX Design, de maneira geral — na qual são feitas diversas pesquisas que servirão como base para o desenvolvimento do produto.

O objetivo dessa etapa é coletar informações fundamentais sobre o mercado, concorrentes, usuários e suas necessidades para responder as perguntas iniciais do projeto como:

  • para quem será destinado esse produto?
  • qual o produto similar dos concorrentes?
  • quais as necessidades que serão atendidas?
  • quais recursos que não podem faltar?

Portanto, a pesquisa é uma etapa crucial para que sejam desenvolvidas boas experiências para o usuário, levando em consideração seus próprios objetivos, necessidades e pontos de vista.

A importância de UX Research em Product Design

Product Design é uma das possíveis áreas de atuação dentro do UX Design e, nesse sentido, possui forte relação com o Design Centrado no Usuário e seus benefícios.

Portanto, UX Research está intimamente ligado com o Product Design porque sem essa etapa não há como desenvolver produtos baseados nas necessidades do usuário.

Efetuar uma pesquisa é fundamental para conseguir entender o cenário, traçar estratégias e tomar decisões importantes para o desenvolvimento do produto.

Dessa forma, de maneira geral, podemos dizer que as pesquisas são importantes para:

  • conhecer o usuário, o contexto no qual está inserido e quais as necessidades que possui;
  • saber quem são os concorrentes e quais os produtos similares que oferecem;
  • como está o mercado no qual você participa ou quer participar;
  • entender como o usuário utiliza os produtos;
  • identificar os usuários early adopters;
  • verificar as suas hipóteses;
  • entender e traçar estratégias alinhando os objetivos do negócio com a experiência do usuário.

A partir desses exemplos fica mais fácil entender o tamanho da importância da etapa de UX Research dentro de Product Design. Mais ainda, conseguimos ter ideia do impacto negativo que a falta de pesquisa pode trazer, como:

  • desenvolvimento de produtos que não atendem ao usuário;
  • não entender como entrar no mercado e competir com os concorrentes;
  • investimentos que não trarão retorno para a empresa;
  • acreditar que nossas opiniões e gostos pessoais refletem as dos usuários.

Portanto, nunca pule a etapa de UX Research e insista caso haja stakeholders que acreditem que essa fase não é necessária ou seja perda de tempo.

Dica de Leitura: Como o Design Centrado no Usuário Pode Beneficiar a Todos

Métodos de pesquisa em UX Research

Ilustração de uma mesa com papéis, canetas, blocos, café e computador

Antes de apresentar como acontece o processo de UX Research, é importante entender quais métodos de pesquisa existem e como podemos utilizá-los.

Os métodos de pesquisa indicam procedimentos e técnicas de coletas de dados, sendo divididos em duas categorias: pesquisas primárias e pesquisas secundárias.

Pesquisas primárias

A pesquisa primária talvez seja o método mais tradicional de coletar dados para um projeto. Ela consiste em conduzir pesquisas próprias e específicas, visando suprir e entender exatamente as necessidades do projeto em questão.

Ou seja, uma pesquisa primária acontece quando a equipe do projeto “vai para a rua” conversar diretamente com os usuários, efetuando entrevistas, estudos e coletando o máximo de dados possível.

Após essa etapa de coleta, a equipe trata os dados, efetua analises e relatórios. Por fim, a pesquisa e seus resultados pertecem ao grupo e ao projeto responsável.

Alguns exemplos de pesquisa primária em UX Research:

  • Entrevistas com usuários: talvez a técnica mais utilizada para coletar dados;
  • Focus groups: grupos criados para discussão intermediada para coletar insights e feedbacks;
  • Observação contextual: observação do usuário em seu contexto natural, analisando suas atividades diárias;
  • Teste de usabilidade: usado no final do processo de desenvolvimento para validar hipóteses, features e experiência do usuário.

É importante ressaltar que a pesquisa primária exige mais tempo e investimento para ser executada. Portanto, planeje bem a sua UX Research para conseguir contemplar as pesquisas primárias necessárias.

Pesquisas secundárias

A pesquisa secundária é a coleta de informações a partir de pesquisas primárias feitas para outros projetos.

Ou seja, a pesquisa secundária acontece ao consultar e estudar artigos científicos, livros, pesquisas de consultorias, etc.

Por conta disso, a pesquisa secundária é mais rápida e menos custosa do que as pesquisas primárias.

No entanto, nem sempre você conseguirá encontrar as respostas ou os dados que procura apenas efetuando a pesquisa secundária.

Alguns exemplos de fontes para pesquisas secundária são:

  • arquivos e projetos antigos da própria empresa onde trabalha;
  • artigos científicos encontrados em bibliotecas ou na internet;
  • livros e revistas especializadas;
  • centros de pesquisa de universidades.

A pesquisa primária e a secundária não necessariamente são excludentes. Você pode utilizar os dois métodos de forma complementar.

Pesquisa rápida (Rapid Research)

A Rapid Research não é necessariamente um método de pesquisa, mas uma ferramenta que traz mais velocidade para o seu processo.

Nem sempre temos o tempo necessário para efetuar a pesquisa com calma. Os prazos dos projetos podem ser bastante apertados, dependendo do momento e da empresa.

Nesse sentido, a rapid research propõe um framework onde a pesquisa é feita em poucos dias ou semanas.

Confira o nosso artigo sobre o tema para entender como esse tipo de pesquisa funciona:

Processo de UX Research

Ilustração do processo de UX Research: Descoberta, Avaliação e teste de conceito, Desenvolvimento e teste com usuários

Para detalharmos o processo de UX Research em Product Design é importante primeiro deixar claro que a pesquisa é algo inerente em todo o desenvolvimento do produto; e não somente no inicio do projeto.

Nesse sentido, a pesquisa está presente ao identificar o problema e as necessidades do usuário; ao testar protótipos e ao validar o design final com os usuários.

Dessa forma, o processo de pesquisa pode ser dividido em 3 grandes etapas:

  1. descoberta;
  2. avaliação e teste de conceito;
  3. desenvolvimento e teste com usuários.

1) Descoberta

A etapa de descoberta acontece no inicio do projeto de desenvolvimento do produto e seu objetivo é entender qual é o problema a ser solucionado, identificar quem é o usuário e qual o contexto no qual está inserido.

Essa fase inicial é fundamental e vai direcionar os próximos passos do processo. Portanto, não pule essa etapa e a conduza com bastante atenção.

Dentro da fase de descoberta existem algumas atividades que vão te ajudar a conduzir e implementar essa etapa de forma mais eficiente. São elas:

Propor uma reunião de kickoff

O kickoff é uma reunião com os membros da sua equipe e com os stakeholders interessados.

O objetivo é alinhar as expectativas e discutir o propósito do projeto.

Nessa reunião, é muito comum captar algumas percepções iniciais dos stakeholders, lembrando que podem apenas ser visões particulares e que precisam ser analisadas com cuidado.

Além disso, é na reunião de kickoff que você coletará informações como:

  • qual o problema a ser resolvido, ou levantar suposições iniciais;
  • quem são os principais stakeholders envolvidos no processo;
  • alinhar o objetivo do projeto e identificar vieses.

Definir o plano de pesquisa da UX Research

Definir o plano de pesquisa é entender quais são os melhores tipos e métodos a aplicar, levando em consideração os seus recursos — tempo e dinheiro, geralmente.

Portanto, essa atividade deve se preocupar em:

  • definir as metodologias de pesquisas necessárias para aplicar ao longo do projeto;
  • definir as responsabilidades de cada membro da equipe para cada etapa do processo de pesquisa;
  • estabelecer os critérios de cada método, como por exemplo o número de participantes e duração de pesquisa;
  • alinhar as expectativas e objetivos com toda a equipe.

Além disso, a definição do plano deve contemplar as metas e objetivos da pesquisa e como elas serão medidas ao final do processo.

Execução do plano e análise

Por fim, executar o plano construído na atividade anterior é um dos últimos passos dentro da etapa de descoberta em UX Research.

Aqui, acontecem as entrevistas, o recrutamento dos participantes, a coleta de dados e as reuniões de alinhamento.

É muito importante estabelecer reuniões de alinhamento depois de uma rodada de entrevista ou de qualquer outro tipo de pesquisa. Dessa forma, há a discussão dos resultados e os membros da equipe podem contribuir com insights e visões diferentes sobre o tema.

Após a execução do plano, você terá todos os dados em mãos. Agora vem a parte de tabular, filtrar, interpretar e analisar todos esses dados.

Documente toda essa execução, análises e discussões. Assim, você cria um arquivo que poderá servir como pesquisa secundária para processos futuros de UX Research.

Dica de Leitura: Documentação De Projetos: Como Criar Documentos Em UX Design?

2) Avaliação e teste de conceito

Após a etapa de descoberta, você terá em mãos todas as informações necessárias para poder desenvolver o produto: quem é o usuário, quais suas necessidades e qual o problema a ser resolvido.

A partir disso, o desenvolvimento do produto/ solução pode começar. Mas lembre-se de que a pesquisa é um processo que acontece ao longo de todo o projeto. Portanto, mesmo após o início do desenvolvimento do produto, é importante efetuar algumas avaliações e testes de conceito.

O teste de conceito verifica se o caminho que o projeto está tomando é o correto. É uma prévia de um teste de usabilidade e não precisa ser feito com protótipos de alta ou média fidelidade.

Nesse sentido, promova pequenas entrevistas com usuários e mostre a prévia da sua solução e colete os feedbacks. Ao mesmo tempo, pode ser importante efetuar essa mesma validação com stakeholders a fim verificar se o produto atende às necessidades do projeto e da companhia.

Fazer essa pesquisa durante o desenvolvimento ajuda no ajuste de rota, caso se faça necessário. É melhor tomas as decisões de mudança antes de ter o produto finalizado.

3) Desenvolvimento final e teste com usuários

Com a coleta de informações e feedbacks da etapa de teste de conceito, o desenvolvimento do produto torna-se mais assertivo.

Nesse sentido, a última etapa do processo de UX Research é onde acontecem o desenvolvimento e o teste final do produto com os usuários.

Aqui, a ideia é testar o produto finalizado, diferente de um teste de conceito, onde você pode utilizar sketches ou outros protótipos de baixa fidelidade.

Além disso, nessa etapa final você coletará os feedbacks finais e avaliará a experiência do usuário de maneira geral; e verificará se o produto realmente solucionou as necessidades do seu usuário.

Apesar de parecer uma etapa de pesquisa simples, os testes com os usuários precisam ser feitos com muita atenção e cuidado. Para entender mais os detalhes dessa atividade, acesse o nosso artigo sobre o tema:

Dicas de ferramentas para ajudar no processo de UX Research

Ilustração de ferramentas, um martelo e uma chave inglesa

Quando falamos sobre pesquisa e UX Research, talvez a primeira coisa que venha à cabeça são entrevistas e testes com os usuários.

No entanto, o número de tipos e de ferramentas de pesquisas que podem ser utilizadas é bastante vasto.

Nesse sentido, vamos listar aqui algumas ferramentas importantes que podem te ajudar durante o processo de UX Research.

Benchmarking

O benchmarking é uma ferramenta estratégica também conhecida como análise de competidores.

Nesse sentido, essa ferramenta de pesquisa tem como objetivo avaliar o mercado e os seus concorrentes, coletando informações importantes que podem ajudar no processo de decisão dos negócios.

Essa ferramenta está mais ligada à definição dos objetivos, metas e estratégia da empresa, do que com a experiência do usuário propriamente dita. No entanto, ela dá suporte para entender o que já está sendo feito pelo mercado e quais as oportunidades que a empresa pode abraçar.

Entenda como utilizar o benchmarking para melhorar os seus projetos de UX Design acessando nosso artigo sobre o tema:

Personas

As personas são uma ferramenta bem comum em UX Design e talvez seja até um pouco redundante comentar sobre ela nesse texto.

No entanto, o que é importante saber sobre personas é que elas são criadas a partir dos resultados e análises feitas na fase de descoberta da UX Research, geralmente.

Criar personas para os projetos facilita a visão e até mesmo a criação de um sentimento de empatia pelo usuário. Portanto, utilizar essa ferramenta acaba trazendo diversos benefícios para o desenvolvimento do produto.

Apesar disso, é importante criar as personas com cautela, sempre tendo em mente as pesquisas feitas para entender melhor o usuário. Não é rara a criação incorreta de personas que têm como base opiniões pessoais dos stakeholders envolvidos no processo.

Nós já escrevemos alguns artigos falando sobre persona. Se você gostaria de se aprofundar mais no assunto, é só clicar:

Avaliação heurística

A avaliação heurística é uma análise minuciosa da interface do produto, feita por especialistas.

Uma heurística é uma regra geral, uma norma a ser seguida.

Dentro do UX Design e da usabilidade, Jakob Nielsen elencou as 10 heurísticas que devem ser levadas em consideração no desenvolvimento de qualquer interface.

A avaliação heurística não é uma ferramenta para ser utilizada na fase de descoberta do processo de UX Research, mas para ser feita quando já existe uma versão bem avançada do produto final.

Entenda quais são as 10 heurísticas de Nielsen:

Com esse artigo, esperamos que você tenha entendido a importância do UX Research no desenvolvimento de produtos e que não se esqueça de aplicar esse processo nos seus projetos. A pesquisa sempre será uma grande aliada do UX Design e não devemos subestimá-la.

Se você gostou desse conteúdo não se esqueça de clicar em curtir e compartilhar! Esse pequeno gesto ajuda bastante no nosso trabalho! Fique à vontade para continuar navegando aqui e, caso queira receber nossos conteúdos por email, inscreva-se na nossa newsletter!

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Cursos

Temos orgulho de ter todo mês novos alunos contratados em países como Brasil, Irlanda, Portugal, Áustria, Nova Zelândia e Canadá.
Faça parte da comunidade Aela no Telegram!
Receba nossos conteúdos e notícias em primeira mão