Estratégia
Design Sprint na Prática: 4º Dia – Prototipar
Baixar em PDF
Lista de conteúdos
Estratégia

Design Sprint na Prática: 4º Dia – Prototipar

Design Sprint na Prática: 4º Dia - Prototipar

Estamos na reta final da nossa semana do Design Sprint.

Já passamos pelos três primeiros dias, e agora avançamos para o quarto e penúltimo dia! Caso você não tenha lido sobre o 3º dia, acessa o artigo abaixo:

Vamos lembrar um pouco sobre esse desafio e, em seguida, mergulharemos na etapa de prototipação! Bora?

Semana do Design Sprint e desafio

A ideia da Semana do Design Sprint é conseguir mostrar os gaps entre a teoria e a prática, no processo de Design Sprint.

Dessa forma, o canal Design Team e a Aela promoveram essa semana com muitos aprendizados práticos e na qual abordaremos todos os 5 dias do processo de Design Sprint.

Para ter mais detalhes sobre essa semana/desafio, acesse nosso primeiro artigo dessa série:

E se você quiser saber mais sobre a parte teórica do Design Sprint como um todo, leia esse nosso artigo:

Quarto dia do Design Sprint: prototipação

Quarto dia do Design Sprint: prototipação

A semana do Design Sprint está chegando ao fim e agora as coisas começam a sair do campo das ideias e tomam forma.

Todas as ideias, votações, escolhas e discussões convergiram para um solução que agora tem que ser tangibilizada e testada.

Portanto, este é o momento de voltar os esforços para a construção de algo simples, testável e que represente a solução idealizada.

Por que construir um protótipo é tão importante?

A ideia de construir um protótipo é conseguir tirar as ideias no papel e transformar os post-its em algo real.

Mas além disso, dentro do Design Sprint, construir o protótipo é fundamental para testar a ideia e verificar se ela é válida ou não.

Portanto, não subestime essa etapa. Ela é o resultado de todo o esforço investido nos dias e etapas anteriores.

Apesar disso, lembre-se de que o tempo é um recurso escasso dentro do processo de Design Sprint. Dessa forma, meça as energias e o seu empenho nesta tarefa. Trabalhe em um protótipo simples, mas que possa ser testado no dia seguinte com eficiência.

Quais os tipos de protótipos que podem ser utilizados?

Quais os tipos de protótipos que podem ser utilizados?

Aconselhamos que em um processo de Design Sprint sejam utilizados preferencialmente os protótipos de baixa qualidade e fidelidade, como sketches e wireframes, por exemplo.

Eles são fáceis de construir, fáceis de alterar e requerem menos tempo para sua concepção.

No entanto, cada caso é um caso. E as necessidades de cada Design Sprint devem ser avaliadas para a decisão de qual tipo de protótipo construir.

Além disso, um protótipo não se limita somente a desenhos e storyboards. Existem outros tipos de protótipos que podem funcionar muito bem, como:

  • Atuação: montar um pequeno teatro que simule a jornada do usuário;
  • Lego: criar com lego um protótipo, ou até mesmo um fluxo de serviço;
  • Papel: criar protótipos com dobraduras e colagens.

Enfim, não existe uma maneira correta de construir um protótipo. Depende bastante do contexto, da solução, da criatividade e do tempo.

Dica de Leitura: Você sabe o que é Service Design?

Então, eu não preciso de expertise para prototipar?

Não é bem assim.

É verdade que você não precisa construir um protótipo complexo, de alta fidelidade, e que pode fazer isso usando apenas desenhos em um papel.

Mas a verdade é que você precisa sim ter expertise para prototipar, independente do grau de complexidade do seu protótipo.

Se você tiver escolhido, por exemplo, prototipar com sketches, você tem que saber as limitações desse método, do produto e do negócio. Não adianta desenhar um protótipo com certos atributos, os quais não podem ser viabilizados nos testes, ou que ainda, ferem algum tipo de regra de negócio.

Além disso, ter expertise significa também estar confortável com as ferramentas utilizadas. Como o tempo é um fator decisivo no Design Sprint, a fase de prototipação não dá espaço para você tentar utilizar novas ferramentas, ou a aprender a usar alguma.

Portanto, nesta etapa, a expertise é importante sim, para que o protótipo seja criado com eficiência, voltado para o negócio e sem preocupações de aprendizagem com ferramentas.

Uma equipe multidisciplinar é essencial

Em um primeiro momento, podemos pensar que a etapa de criação de protótipo seja uma fase exclusiva para designers e desenvolvedores.

No entanto, isso não é uma verdade.

Como visto, é importante ter a visão de negócios para construir um protótipo viável e que cumpra os objetivos e necessidades do stakeholder.

Dessa forma, contar com outras visões na fase de prototipação do Design Sprint é essencial. Mesmo porque, não é necessário saber utilizar programas e softwares. Se o protótipo for uma atuação da jornada do usuário, qualquer profissional pode contribuir.

Além disso, o próprio Design Sprint, como um todo, requer pessoas de diversas áreas, para construir uma solução de modo colaborativo. Não deve ser diferente para essa etapa.

Logo, não se prenda ao pensamento de que a fase de prototipação deve ser feita somente por designers. Visões diferentes trazem uma solução mais eficiente.

Quais os erros mais comuns do 4º dia do Design Sprint?

Apesar de ser um dia sem muita teoria ou metodologia, é importante ressaltar que existem alguns erros bastante comuns no dia de prototipagem.

Fique atento a eles:

  • Tentar construir o protótipo/produto perfeito: o intuito do DS é validar uma ideia e não construir um produto completo e perfeito. Lembre-se do conceito de MVP — produto mínimo viável;
  • Usar o dia para aprender a usar ferramentas e programas: nesta etapa não há espaço para aprendizagem. O tempo é curto e é preciso ter foco e eficiência;
  • Assumir que o protótipo será validado ou não: o momento de validação será no dia seguinte, após os testes com os usuários. No momento de prototipação, devemos evitar tirar conclusões sobre a validação ou não do produto.
  • Encarar a prototipação como processo artístico: o protótipo e o processo de DS tem como objetivo atender às necessidades de um negócio. Portanto, é preciso não confundir um processo voltado para o Business de um projeto artístico sem fins para o negócio.

Dica de Leitura: OKR — Defina, Acompanhe e Alcance seus Objetivos

Dicas importantes para considerar

Dicas importantes para considerar

Além dos erros acima, segue uma lista de dicas importantes que podem te ajudar a manter o foco e a eficiência no dia de prototipação.

Protótipo não necessariamente vai se tornar o produto final

Não se apegue tanto ao protótipo que será construído durante esta etapa.

Não necessariamente ele se tornará a versão final do produto e, nesta fase, ainda nem sabemos se a ideia será validada realmente ou não.

Dessa forma, entenda que este processo tem a finalidade de validar uma ideia e que tudo o que foi criado pode ser descartado.

A ideia do DS é validar uma ideia e não lançar um produto do zero

Outra dica importante é ter em mente o real propósito do Design Sprint.

O objetivo dessa semana é validar uma ideia, uma parte de um todo.

A ideia não é criar um produto do zero. Mesmo porque, este é um projeto bem maior e mais complexo que não cabe dentro de um processo de DS.

Portanto, não tente criar um novo produto, ao invés disso, tente validar um atributo, ideia ou característica de um produto que já existe.

Mantenha o foco no objetivo do dia

Um dia, ou algumas horas, para criar um protótipo é um período de tempo muito curto. Portanto, não há espaço para distrações.

Para isso, é importante que o facilitador do DS perceba quando a equipe estiver saindo do foco e trazê-la de volta para a realidade.

Não é um dia de votação!

O tempo é curto e o protótipo deve ser um só.

Talvez surja a vontade de criar vários protótipos e efetuar uma votação no final do dia. Mas na verdade, toda a escolha e a decisão já devem ter sido feitas a este momento.

O tempo é muito curto para criar diversos protótipos e para efetuar uma votação final. O foco do dia não é esse!

Preparar e adiantar atividades para o próximo dia

O dia seguinte ao da criação do protótipo é quando acontecerá o seu teste e a sua validação ou não.

Portanto, prepare-se para este dia:

  • Entenda direito as funcionalidades do protótipo;
  • Como o teste irá ser feito e conduzido;
  • O que é preciso ter em mãos;
  • Quem irá participar do teste e quem irá fazer as anotações;
  • Repasse as hipóteses que serão testadas.

Esse planejamento vai ajudar bastante no dia de teste, porque você irá poupar tempo, poderá mapear algumas dificuldades e se adiantará para resolvê-las.

Fim do quarto dia do desafio Design Sprint

Chegamos ao final do penúltimo dia do Desafio Design Sprint e estamos prestes a testar nosso protótipo com os usuários.

Com este artigo, esperamos que você tenha em mãos dicas e conceitos para conseguir conduzir o dia de prototipação da melhor maneira possível.

Parece um dia simples, onde o objetivo “é só construir”, mas a verdade é que este é uma etapa que requer bastante atenção e cuidado.

Confira o último dia do Design Sprint no artigo abaixo:

Se você gostou desse conteúdo não se esqueça de clicar em curtir e compartilhar! Esse pequeno gesto ajuda bastante no nosso trabalho! Fique à vontade para continuar navegando aqui e, caso queira receber nossos conteúdos por email, inscreva-se na nossa newsletter!


Cursos

Nosso maior orgulho é todo mês ter alunos e alunas contratados em grandes empresas e em países como
Brasil, Estados Unidos, Irlanda, Alemanha, Espanha, Portugal, Áustria, Rep. Tcheca, Nova Zelândia e Canadá.