O “Boom” do UX Design

UX Design, User Experience, Design de Interação. Talvez você esteja ouvindo esses termos com mais frequência atualmente. Mas por que o mercado tem falado tanto sobre UX Design? É só moda? Ou é uma profissão que veio para ficar? Continue no artigo e entenda!
O "Boom" do UX Design

O mercado de UX Design está se fortalecendo cada vez mais e as empresas têm voltado seus olhos para essa profissão e entendido a sua grande importância nos negócios.

Mas por que UX Design é uma área que está em foco? Há realmente perspectivas de crescimento, ou é apenas mais uma profissão que caiu na moda?

Nesse artigo, vamos mostrar e explicar as tendências do mercado de UX para os próximos anos e como você pode aproveitar esse momento para migrar de carreira.

Afinal, o que é UX Design?

UX Design é uma área cujo objetivo é atentar-se à experiência do usuário e, dessa forma, desenvolver produtos — e designs — que melhor atendem a necessidade desses usuários.

Nesse sentido, vale ressaltar que UX Design não é apenas criar aplicativos ou websites — ou qualquer produto físico. O UX vai além disso e garante que a interação com os produtos aconteça sem prejuízos e que o usuário tenha a melhor experiência possível por toda a sua jornada de utilização do produto.

Dessa forma, em linhas gerais, podemos definir UX Design como:

  • a busca para entender melhor o usuário, suas necessidades e seus desafios;
  • o entendimento sobre as tecnologias usadas pelo usuário no seu dia a dia;
  • o estabelecimento de estratégias para melhorar a interação usuário-tecnologia, afim de atender suas necessidades.

Portanto, UX Design é uma área que vai além dos conhecimentos de design. É preciso utilizar recursos baseados em diversas outras áreas de conhecimento — como em psicologia, por exemplo — para garantir esse lado humano das interações e da tecnologia.

Como resultado, o UX Design possui forte conexão com o conceito de Design Centrado no Usuário, no qual o usuário é colocado no centro de todas as decisões.

Dica de Leitura: UX Design – O Que É e Como Atuar na área

O enfraquecimento do Design Gráfico

A evolução das tecnologias digitais tem trazido mais conforto, rapidez e resultados aos usuários. Por exemplo: aplicativos de bancos resultaram em muito mais agilidade para transações, pagamentos e aplicações. Outro exemplo são os livros digitais que ganharam muito espaço e abalaram o mercado editorial.

Essas mudanças tecnológicas refletem o novo comportamento, necessidades e exigências do usuário moderno. As pessoas estão mais independentes e mais confiantes em operar tecnologias; e têm procurado por mais facilidade e mais eficiência nas suas interações. Ao invés de apenas se satisfazer com designs bonitos.

Atualmente, não basta criar designs com uma estética impecável, mas é importante que o produto seja eficiente e promova facilidade para os usuários.

Nesse sentido, a necessidade de novos conhecimentos para suprir as novas necessidades dos usuários está fazendo com que o mercado de UX cresça e, por consequência, o mercado de Design Gráfico se enfraqueça.

Dado esse cenário, podemos observar grande valorização do profissional de UX Design ao mesmo tempo em que o profissional de Design Gráfico passa por dificuldades.

Mercado de trabalho para UX Design

O mercado de UX Design está em ascensão e muitos profissionais se interessam em migrar para essa área.

O número de UX Designers cresceu muito nos últimos anos e a tendência é de um crescimento ainda maior.

Segundo uma pesquisa da NN/g, de 1983 a 2017 a profissão de UX cresceu de 1.000 para cerca de 1 milhão de profissionais.

Já a previsão para 2050 é que a profissão cresça para cerca de 100 milhões de pessoas.

Nós estamos no começo dessa curva exponencial e caso você queira migrar para UX Design, o momento é bastante oportuno para aprender as habilidades necessárias.

Conforme o tempo for passando e o mercado for amadurecendo, apesar de haver mais oferta, a exigência das empresas também será maior.

Portanto, aproveitar esse momento de transição é bastante importante para conseguir migrar o quanto antes para UX Design.

Por que UX Design está em ascensão?

1) Tecnologia e inovação

A tecnologia evolui numa velocidade bastante alta, ao mesmo passo que se torna mais acessível para mais pessoas.

Somado à isso, as novas exigências e comportamento dos usuários fazem com que as empresas pensem em como desenvolver produtos com melhores experiências e interações.

Os produtos que não conseguirem suprir as necessidades dos usuários de maneira eficiente não serão aceitos pelo mercado.

Portanto, a expansão da tecnologia é um fator que está bastante relacionado com o crescimento do mercado de UX Design. Principalmente quando há novas tecnologias de interação como o IoT — Internet das coisas.

2) User Centered Design

Outro fator importante para o aumento do mercado de UX Design é a difusão do conceito de UCD — User Centered Design, ou Design Centrado no Usuário.

Esse conhecimento está atrelado à colocar o usuário nos centro das decisões do desenvolvimento de produtos para garantir uma melhor experiência.

Nesse sentido, muitas empresas já perceberam que a falta de preocupação com o usuário pode custar tempo, esforço e dinheiro.

3) Crescimento de empresas que aplicam UX em seus processos

Em linha com o último tópico, as empresas que não se preocupam com seus usuários e em como solucionar os seus problemas podem vivenciar grandes prejuízos.

Nesse sentido, para conseguir acompanhar o mercado e seus concorrentes, as empresas terão que voltar seus olhos para o UX Design.

As maiores empresas de tecnologia do mundo estão investindo em equipes de design, mais do que nunca.

O relatório de tendências para Internet da consultoria KPCB mostrou que empresas como Amazon, Facebook e Google estão colocando o design de suas plataformas como prioridade máxima. As três empresas aumentaram em 65% os times de design no ano passado.

Outro exemplo é a empresa australiana Atlassian Corp. Em 2012 ela possuía 1 designer para cada 25 programadores. Já em 2017, a proporção caiu para 1 designer para cada 9 programadores

Já a IBM mostrou uma proporção ainda mais discrepante: de 1 designer para 71 programadores em 2012; mudando para 1 designer em cada 8 programadores no ano de 2017.

4) Crescimento dos investimentos das empresas em UX

O investimento das empresas em UX Design é um fator determinante para seu crescimento no mercado.

Dessa forma, maiores investimentos em UX Design aumentam a oferta e aquecem o mercado, fazendo com que haja mais oportunidades.

Confira aqui um infográfico feito pela UserTesting.com sobre investimentos em UX.

Dica de Leitura: Como Identificar a Maturidade em UX Design das Empresas?

Migrando para UX Design

Como visto, o mercado de UX Design está crescendo, e este boom está apenas no começo.

Portanto, é importante saber aproveitar o momento para você conseguir migrar para UX Design e se consolidar no mercado.

Neste momento, a oferta de vagas ainda é muito maior do que a demanda e, por conta disso, temos que:

  1. As empresas ainda estão menos exigentes, contratando profissionais com conhecimento perfil mais iniciante e se dispondo a treiná-los ou ensiná-los;
  2. As empresas estão ajudando com vistos internacionais para trazer profissionais de outros países;
  3. Há diversas ofertas de trabalho remoto.

Portanto, se você pensa em migrar para UX Design, pode ser que não haja melhor momento do que o agora. Além dos pontos citados acima, os profissionais de UX estão cada vez mais valorizados dentro da empresas e isso pode significar salários mais competitivos e crescimento acelerado.

O boom do UX ainda está no começo. Mas quanto mais o tempo passar, mais difícil será efetuar a migração de forma tranquila.

A nossa recomendação é que você comece agora os primeiros passos para se tornar um Product Designer.

O Bootcamp Master Interface Design

Pensando em proporcionar uma fonte de profundo conhecimento em UX para ajudar o máximo de pessoas em seu processo de transição, a Aela desenvolveu seu próprio curso de UX Design: o Bootcamp Master Interface Desig (MID).

O MID é um curso completo e aprofundado sobre UX Design, no qual não é preciso ter experiência ou background no tema. Ou seja, você aprende UX do zero!

Além disso, o nosso Bootcamp conta com uma mentoria completa e uma comunidade fechada da Aela no Slack. Lá, alunos e mentores colaboram diariamente com experiências do dia a dia, dicas extras, dificuldades e também suas trajetórias até conseguirem sua primeira oportunidade em UX.

Algo primordial em nosso Bootcamp Master Interface Design é a experiência dos nossos mentores, que em sua maioria atuam por mais de 10 anos em empresas no Brasil e no exterior (a maior parte dos mentores moram em outros países). Assim, eles podem orientar os alunos nas melhores práticas, novidades e compartilhar com eles o que há de mais atualizado no mercado.

Tudo isso se faz essencial para que os alunos obtenham resultados em poucos meses de estudos.

Trabalhando dessa maneira é como já ajudamos diversos alunos a migrarem, sejam com background em design ou não. Cada história é singular, mas há algo que todas elas possuem em comum: dedicação, estudos e trabalho. Além, é claro, de seguirem as orientações dos nossos mentores.

Depoimentos de alunos do MID

Confira alguns depoimentos de alunos que fazem o Bootcamp Master Interface Design:

“…Eu até participei de algumas entrevistas em empresas bem interessantes. Porém o feedback era sempre o mesmo: eles gostavam de mim, mas precisavam de alguém mais focado em Product Design. Com isso, decidi realizar o curso da Aela — Master Interface Design — o que me ajudou muito em questão de orientação para obter resultados positivos. Então, a segunda etapa, mais direcionado e orientado pelos mentores da Aela, eu revisei meu portfólio…Estudei bastante e realizei os primeiros projetos do curso e já coloquei esse meu novo portfólio no ar. Apliquei para outras vagas e já obtive feedbacks melhores somente com esses passos iniciais já dados.” — Victor Rosato

“Sou muito grato a vocês, da Aela, também por terem devolvido o sonho que estava apagado em mim. Hoje, particularmente, sou muito feliz no que eu faço e todo dia é uma nova oportunidade para aprender e buscar conhecimento.” — André Borges

“O que me fez decidir cursar o MID foi ver nas minhas pesquisas a quantidade de vagas para essa área de UI/UX. Era a primeira turma, e no começo eu não sabia nada. Comecei do zero e me ajudou muito. Desde a parte de software, a atitude de pensar no usuário, o que você está fazendo e porque está fazendo… Acho que sem isso, eu não teria conseguido nem a primeira oportunidade.” — Inis Leahy

Você pode conferir mais depoimentos de nossos alunos neste artigo exclusivo:

Além disso, confira em nosso canal do Youtube diversas entrevistas em que nossos alunos nos contam como conseguiram migrar para UX Design.

Se você gostou desse conteúdo não se esqueça de clicar em curtir e compartilhar! Esse pequeno gesto ajuda bastante no nosso trabalho! Fique à vontade para continuar navegando aqui e, caso queira receber nossos conteúdos por email, inscreva-se na nossa newsletter!

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Cursos

Temos orgulho de ter todo mês novos alunos contratados em países como Brasil, Irlanda, Portugal, Áustria, Nova Zelândia e Canadá.