Design: Estou Na Profissão Errada?

Os questionamentos sobre a vida profissional afetam diversas pessoas e isso é extremamente normal. Talvez você esteja com dúvidas se a área de Design continua sendo a melhor opção para você. Neste artigo, iremos dar um rápido panorama sobre o mercado de Design Gráfico e mostrar uma nova possibilidade para sua carreira: o UX Design!
Design: Estou Na Profissão Errada?

É bastante comum durante a nossa trajetória pararmos para nos questionarmos se fizemos as escolhas profissionais certas.

Principalmente quando nos deparamos com diversos obstáculos que podem acabar nos desmotivando e nos fazendo desacreditar dos nossos caminhos.

Se você, designer, já se sentiu assim ou está se sentido assim, vamos te tranquilizar: esse sentimento é muito normal!

No entanto, esse sentimento pode ser tanto temporário quanto permanente e, nesse caso, é importante identificar os motivos pelos quais você está desmotivado com a profissão e encontrar maneiras de ajustar o seu caminho.

Quando falamos sobre design identificamos algumas razões para os profissionais estarem descontentes com a profissão:

  • desvalorização do trabalho e remunerações baixas;
  • poucas ofertas de trabalho e enfraquecimento do mercado.

Dessa forma, para conseguir sobrepor esses obstáculos e conseguir traçar novos rumos para sua carreira, é importante entender quais são as novas tendências do mercado e começar a se adaptar.

Neste artigo, vamos falar um pouco sobre uma oportunidade de mudança de carreira para quem é da área de design: o UX Design.

Continue e confira!

O atual momento do mercado de design

Os avanços tecnológicos, a globalização e as transformações digitais acabaram forçando algumas mudanças em certas áreas e mercados.

Com o Design Gráfico não foi diferente.

A ascensão das plataformas de freelancers mais baratos e o alto número de aplicativos que facilitam a criação de artes ajudaram na desvalorização da profissão.

Hoje em dia, com poucos cliques e baixo investimento, qualquer pessoa consegue criar uma arte ou logo para seu negócio. Não que o resultado seja da mesma qualidade de um profissional, mas o baixo custo acaba "justificando".

Dessa forma, o mercado de Design Gráfico está cada vez mais competitivo e desvalorizado. Consequentemente, muitos designers se sentem desmotivados e estagnados na profissão.

Dica de Artigo: De diretora de arte para UX Design — história de sucesso!

Perspectivas financeiras

De acordo com o site Glassdoor,  o salário médio de um Designer Gráfico no Brasil é de R$2.409,00/mês.

Média Salarial para Designer Gráfico | Fonte: Glassdoor

Em uma outra pesquisa, desenvolvida pela Associação de Designers Gráficos do Brasil (ADG Brasil), os seguintes dados foram levantados, por região:

  • Norte: maioria (28%) recebe entre R$ 1.500 e R$ 2.500/mês
  • Sudeste: maioria (26%) recebe entre R$ 2.500 e R$ 5.000/mês
  • Sul: maioria (30%) recebe entre R$ 850 e R$ 1.500/mês
  • Nordeste: maioria (30%) recebe entre R$ 850 e R$ 1.500/mês

É claro que há excessões, mas os dados acima não podem ser ignorados.

Nesse sentido, essas perspectivas financeiras também fazem com que os designers se questionem sobre a continuidade da profissão.

Dessa forma, dado este cenário, o que fazer? Para onde ir?

User Experience: os novos ares do design

O mercado digital está bastante aquecido e cada vez mais as empresas estão buscando transformações digitais para seus produtos e serviços.

Dessa forma, as áreas de User Experience (UX) e User Interface (UI) estão em ascensão, principalmente em grandes pólos e em outros países.

O que é UX Design?

UX significa User Experience ou Experiência do Usuário, em tradução literal.

Essa área se preocupa em desenvolver produtos que atendam as necessidades, objetivos e expectativas dos usuários, melhorando assim a sua experiência de uso.

Um dos conceitos base do UX Design é o Design Centrado no Usuário — User Centered Design. Esse conceito coloca no usuário no centro de todas as tomadas de decisão com relação ao desenvolvimento do produto.

Dessa forma, a prioridade do UX Design é garantir que o produto contenha os recursos necessários para garantir que o usuário sinta-se satisfeito ao usá-lo. Vale ressaltar, então, por mais que UX Design tenha se difundido bastante no mercado digital, por conta de aplicativos e sites, o conceito também contempla produtos físicos do mundo "real".

Para entender mais a fundo sobre o que é UX Design, confira a palestra que nosso mentor e fundador Felipe Guimarães apresentou sobre o assunto:

Por que UX Design está em ascensão?

Não é somente a tecnologia e os produtos que mudam e evoluem conforme o tempo. Os usuários também passam por transformações.

Essa nova geração de usuários está mais exigente na busca por produtos mais personalizados, úteis e práticos.

Por conta disso, as empresas estão cada vez mais entendendo a necessidade de se adaptar a esse novo tipo de consumidor e usuário. Assim, a busca por profissionais como UX Designers e Product Designers está em ascensão e é só começo dessa curva.

A Nielsen Norman Group, consultoria renomada em UX Design, efetuou um estudo que indica o crescimento do mercado de UX Design durante 100 anos.

A perspectiva é que em 2050 haja cerca de 100 milhões de profissionais de UX no mundo! Ou seja, estamos vivenciado apenas o começo desse crescimento!

Número de profissionais de UX no mundo

Dica de Leitura: O Boom do UX Design

Por que migrar para UX Design?

Dado o cenário de enfraquecimento do Design Gráfico e o de ascensão do UX Design, efetuar a migração para esse último pode ser uma boa oportunidade para os designers gráficos que se sentem insatisfeitos com a área.

No entanto, migrar para UX Design não é apenas um movimento para aqueles que já possuem background na área. Muito pelo contrário.

O UX Design é uma área multidisciplinar, portanto, qualquer background diferente é bastante relevante para a profissão.

Dessa forma, migrar para UX Design é uma decisão que pode contemplar qualquer pessoa que queira mudar de carreira e encarar novos ares e desafios.

Além disso, mudando para UX, você terá oportunidades como:

  • aprendizado de novas técnicas e descoberta de novas áreas de atuação;
  • trabalhar com produtos e mercado digital;
  • consolidar uma carreira internacional;
  • trabalhar em uma área focada na resolução de problemas.

Dica de Leitura: Preciso Ter Background Para Migrar Para UX Design?

O mercado atual de UX Design

Fazendo um paralelo com as perspectivas financeiras do Design Gráfico que colocamos mais acima, temos melhores notícias para o mercado de UX Design.

No mesmo site, Glassdoor, encontramos a seguinte média salarial para UX Designer no Brasil:

Em outra pesquisa, feita pela User Experience Professionals Association, foram avaliados 1.326 UX Designers de 52 países diferentes com diferentes cargos e tempo de atuação no mercado. O resultado sobre a média salarial foi:

Pesquisa feita pela UXPA em 2018

Portanto, em termos financeiros, o mercado de UX Design apresenta boas oportunidades no momento. Principalmente porque a profissão ainda está se estabilizando e não há muitos profissionais qualificados. No entanto, levando em consideração o estudo da NN/g que citamos, conforme o tempo for passando, mais profissionais surgirão e a tendência é que os salários baixem ou se estabilizem.

Dessa forma, o agora é um bom momento para efetuar a migração para UX Design!

Nível de satisfação

Os fatores financeiros são bastante importantes, mas a satisfação de uma profissão não gira em torno somente dos salários.

Nesse sentido, de acordo com o site Measuringu.com, a pontuação média de satisfação dos UX Designers é de 72% — a nota mais alta em uma profissão foi de 86%, como comparação.

Satisfação média por ano com intervalos de confiança de 95%

Portanto, as pessoas que já trabalham com UX Design tem uma satisfação bastante alta com relação à profissão.

Depoimento de profissionais que migraram para UX Design

Em nosso curso Bootcamp Master Inteface Design – MID existem diversos alunos que fizeram a migração para UX Design. Confira alguns de seus depoimentos.

Amanda Damasceno

A aluna Amanda Damasceno nos contou que o sentimento de estagnação e a falta de perspectivas de crescimento na área de Design Gráfico a motivaram a migrar para UX/UI Design:

“A vida em agência, era a correria. Eu trabalhava com uma marca editorial, mas o que eu senti foi sempre isso: era muito mais mão na massa do que estratégico e eu estava me sentindo estagnada, como se a área estivesse parada. Foi o que me fez querer mudar para UX Design, na realidade.” — Amanda Damasceno

André Borges

André Borges conta que já não se sentia mais motivado a trabalhar todos os dias, mas que ao encontrar a área de UX isso mudou completamente:

"Hoje eu posso dizer que me 'encontrei'. Estou fazendo o que eu gosto, o que fez reacender aquela chama que me motiva a trabalhar todos os dias. Acredito que seja o grande propósito disso tudo. Bem diferente da realidade quando você está insatisfeito com o que trabalha." — André Borges.

Gabriel Bezerra

Gabriel Bezerra também iniciou sua carreira como Designer Gráfico, mas resolveu mudar sua vida completamente ao decidir migrar para UX/UI Design:

“Eu estava muito incomodado por não estar totalmente focado na área que eu queria, UX/UI. Percebi que estava estagnado, aprendendo nada novo. E nesse campo é necessário sempre buscar novos conhecimentos ou você fica obsoleto… Acabei conseguindo uma oportunidade como UX/UI Designer na Indra, empresa multinacional líder em tecnologia e soluções para os segmentos de transporte e defesa.” – Gabriel Bezerra

Jey Castro

Jey Castro conta como foi da Publicidade para o Design Gráfico até chegar no UX Design:

“Eu quis entender mais sobre mobile, pois é uma área que gosto muito. Foi quando eu me deparei com termos como usabilidade e arquitetura da informação. Ao pesquisar mais sobre o assunto, descobri o curso MID e isso me abriu diversas portas. Hoje eu sou o principal User Interface Designer da Raízen. Trabalho com um time de 17 pessoas que tem como foco pensar em novas tecnologias, energia do futuro da companhia como um todo. Eu sou responsável pela interface, até entregar o projeto para o consumidor final.” — Jey Castro

Como migrar para UX Design?

Efetuar uma mudança de carreira precisa de planejamento e de muito estudo!

Pensando em ajudar as pessoas a obter mais conhecimento sobre UX Design é que criamos o nosso curso Bootcamp Master Interface Design – MID.

Com ele, já ajudamos diversos alunos a migrar para o mercado de UX Design e nos sentimos muito felizes em cada vez mais ajudar mais pessoas a conquistar esse sonho.

Portanto, se você quer conhecer mais sobre UX Design, continue consumindo nossos artigos e conteúdos aqui do Blog. Mas se você realmente já decidiu que quer migrar para UX Design, confira sobre o nosso curso MID:

Se você gostou desse conteúdo não se esqueça de clicar em curtir e compartilhar! Esse pequeno gesto ajuda bastante no nosso trabalho! Fique à vontade para continuar navegando aqui e, caso queira receber nossos conteúdos por email, inscreva-se na nossa newsletter!

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Cursos

Temos orgulho de ter todo mês novos alunos contratados em países como Brasil, Irlanda, Portugal, Áustria, Nova Zelândia e Canadá.