Depoimentos de Alunos: O Que Falam do MID?

Desde que a Aela foi fundada, em 2017, mais de 300 alunos já estudaram UX/UI Design com o nosso Bootcamp MID. Neste artigo, selecionamos algumas histórias de quem migrou para UX dos mais diversos backgrounds. Confira e se inspire!
Depoimentos de Alunos: O Que Falam do MID?

O Master Interface Design (MID) é um Bootcamp 100% online e que tem como objetivo ajudar as pessoas a se tornarem talentos em UX e Product Design, com a possibilidade de trabalhar nas melhores e maiores empresas do mundo.

No MID, os alunos têm contato com os princípios, fundamentos e ferramentas do UX/ UI Design, além de ter a possibilidade de desenvolver projetos reais que farão parte de seu portfólio.

Se você gostaria de conhecer mais sobre o MID, leia o nosso artigo exclusivo sobre ele:

Diversos backgrounds

Uma dúvida comum quando o assunto é migrar para UX/UI Design é justamente se é necessário possuir background em Design.

Logo de cara podemos dizer que não!

É claro que muitas pessoas vêm do Design Gráfico por similaridade, mas não quer dizer que o mercado é fechado e exclusivo para quem vem dessa área.

O MID é um Bootcamp que ensina UX/ UI Design do zero! E, portanto, não é necessário que você tenha um background relacionado.

Muitos dos alunos, inclusive, vieram de backgrounds diferentes!

Alexandre Borges

O Alexandre era Facilitador da Avon, antes de migrar para UX Design.

No entanto, ele sempre foi apaixonado por Design e por criação e, por isso, começou a estudar Design Gráfico e a cursar o MID.

"Então, comecei a pesquisar e conhecer cada vez mais a área, até que descobri o Bootcamp MID. Ao mesmo tempo, decidi fazer uma faculdade de design gráfico."

No começo ele achou que o MID fosse apenas mais um curso online, mas logo percebeu a qualidade do MID e o seu potencial de ensino.

"A Aela preza muito pela qualidade de ensino, fazendo você aprender de verdade. Para isso, você tem o apoio fundamental da mentoria, que sempre está ali para te dar os feebacks. O mesmo trabalho pode ir e voltar várias vezes, até você aprender realmente."

Entrevista completa com Alexandre Borges

Amanda Damasceno

Amanda Damasceno trabalhava com Design Gráfico quando começou a se sentir estagnada e sem motivação. Então, resolveu estudar e migrar para UX/UI Design. Mesmo com pouco conhecimento na área de UX ela estudou muito e teve um ótimo desenvolvimento. Confira um pouco da experiência dela com o curso:

“É incrível que no curso, no nível 0, vocês (mentores) falam para a gente fazer uma versão de alguns sites, como o estudo de caso da Wikipédia, e realmente é uma humilhação olhar agora, porque era horrível, rs. Eu olho meus trabalhos antigos e fica claro o quanto eu evolui desde que comecei.”

Redisign Wikipédia da aluna Amanda

Amanda com apenas 3 meses de curso, foi contratada em uma startup; ela disse que por mais que não era totalmente ligado a UX Design, o curso ajudou muito na entrevista e que com esse trabalho ela pegou a confiança que precisava para arriscar mais.

“A mentoria (do curso) fez toda a diferença para mim. É muito importante receber feedbacks do que estou fazendo certo ou errado, e como posso melhorar. As entrevistas com os profissionais que vocês fazem aqui também achei muito importante. Abriu muito minha mente."

"O mais importante é aquela pessoa te levando para o caminho certo. Na internet, você pode ficar muito perdido, sem saber para onde ir. Mas com o curso, você tem muito direcionamento e realmente abre a cabeça para outro mundo, porque é realmente bastante coisa.”

Entrevista completa com Amanda Damasceno

Dica de Leitura: 11 Medos Que Te Impedem de Migrar para UX Design

Inis Leahy

Inis Leahy participou da primeira turma do MID e não tinha nenhuma experiência técnica com Design. Ela atuava na área de Psicologia e decidiu migrar para UX/UI Design. Mudou-se de Salvador para Dublin, Irlanda, e conseguiu sua primeira vaga em UX no Facebook.

Hoje, ela trabalha como Product Designer na Udemy de Dublin.

“O curso MID me ajudou muito, porque, ainda em Salvador, quando eu pesquisava para vagas, reparei que muitas pediam cursos nessa área. Foi assim que decidi realmente fazer o Bootcamp.

Logo no meu primeiro dia de trabalho, eles me mandaram um wireframe para fazer no Adobe XD. Ainda bem que eu tinha aprendido no MID. E acho que se não soubesse mexer, eu não voltava mais para a agência (risos)”

Estudo de caso da aluna Inis - redesign a Wikipédia

“O que me fez decidir cursar o MID foi ver nas minhas pesquisas a quantidade de vagas para essa área de UI/UX. Então, vi que tinha a ver com psicologia e resolvi apostar no curso."

"Era a primeira turma, e no começo eu não sabia nada. Comecei do zero e me ajudou muito. Desde a parte de software, a atitude de pensar no usuário, o que você está fazendo e porque está fazendo. Foi o que me salvou em Dublin. Acho que sem isso, eu não teria conseguido nem a primeira oportunidade.”

Entrevista completa com Inis Leahy

Portfólio: desenvolvimento prático

Com a intenção de preparar os alunos para as vagas de emprego, o MID propõe projetos reais, que se tornam parte do portfólio dos alunos.

Durante a execução desses projetos os alunos têm constantes feedbacks com os mentores do curso. Além disso, os alunos podem apresentar seus projetos durante aulas ao vivo, que acontecem uma vez por mês, simulando uma entrevista.

Diversos alunos foram bastante elogiados e até contratados pelos projetos que fizeram no MID. Confira abaixo depoimentos dos alunos:

Fábia Coelho

Fábia migrou do Design Gráfico e conseguiu 2 oportunidades de trabalho em UX/UI Design em um curto espaço de tempo.

Primeiro, começou em uma startup, atuando como única UX Designer do time e depois se juntou a um time maior na Atech, multinacional do grupo Embraer.

“O curso MID me deu uma base fundamental dos processos de interface e de UX. E isso foi primordial para eu fazer testes, e participar de diversas entrevistas. Tudo o que eu estudei e em todas as entrevistas, eu sempre utilizava os exercícios do curso e rascunhos para mostrar minhas habilidades e o desenvolvimento do projeto.”

Ela se sentiu muito mais confiante e preparada após os diversos exercícios propostos pelo curso. E ainda serviram de portfólio para ela ser contratada.

UX/UI project - Fábia Coelho

“…durante o Bootcamp eu fui montando meu portfólio através dos projetos de UX, interface, e redesign propostos e das orientações meticulosas dos mentores e da ajuda da Comunidade Aela no Slack. Então, tudo o que eu ia fazendo, eu utilizava como recurso para compor meu portfólio e apresentar nas entrevistas.”

Entrevista completa com Fábia Coelho

Dica de Leitura: Trabalho Remoto – Quais as Perspectivas Durante e Pós-Pandemia?

Victor Rosato

Victor migrou de Direção de Arte para UX Design e para ele os exercícios realizados no MID foram muito úteis para conseguir oportunidades de emprego.

Ele percebeu que quando lançou a primeira versão do portfólio (sem mentoria) o feedback não foi positivo. Já a segunda versão foi bem diferente. Confira:

“Então, a segunda etapa, mais direcionado e orientado pelos mentores da Aela, eu revisei meu portfólio e foquei mais em explicar os processos, utilizando o processo de storytelling. Estudei bastante e realizei os primeiros projetos do curso e já coloquei esse meu novo portfólio no ar. Apliquei para outras vagas e já obtive feedbacks melhores somente com esses passos iniciais.”

Após a mentoria, Victor comenta que se sentiu muito mais preparado e confiante para as entrevistas, além de ter recebido muitos elogios das empresas.

“…o primeiro feedback foi fundamental para alinhar meu portfólio aos requisitos da área e começar a aplicar as orientações e dicas que obtive no MID, para ver no que ia dar. Essa mudança trouxe uma melhora no meu networking — fiz mais contatos, recebo mais mensagens, até hoje — e tive mais oportunidades de emprego.”

Bárbara Niriz

De estagiária de Design Gráfico a Product Designer, Bárbara Niriz evoluiu muito em sua trajetória. Um dos maiores motivos de seu desenvolvimento, foi apostar no portfólio e seguir as orientações dos mentores.

“ O que mais impactou meu portfólio foram os projetos que desenvolvi já durante os primeiros níveis do MID. Se eu não tivesse nenhum direcionamento eu não saberia como construir um portfólio tão completo e que recebeu tanta atenção dos recrutadores e empresas.”

“A entrevista (de emprego) foi muito produtiva e tivemos um diálogo bem aberto. Eles elogiaram muito meu portfólio, principalmente os projetos que elaborei no MID. Após essa conversa, recebi uma mensagem deles falando que queriam me contratar.”

Entrevista completa com Bárbara Niriz

Felipe Borges

Felipe migrou do Design gráfico para UX e conseguiu sua primeira oportunidade com apenas 1 mês! Ele seguiu todas as orientações dos mentores e obteve ótimos feedbacks.

“ O processo de busca desse trabalho foi muito louco, porque eu comecei a fazer o Bootcamp Master Interface Design em Dezembro de 2017, e ao mesmo tempo comecei a ouvir os podcasts da Aela, os vídeos, palestras. Enfim, tudo o que vocês postavam, e fui tomando gosto. Segui todas as dicas, e comecei atualizando meu LinkedIn, passando meu currículo para inglês, resumindo, tudo o que falavam eu fiz.”

UI UI para case study do aluno Felipe Borges

Das 5 vagas que ele se aplicou, foi chamado em 4! Isso com apenas 1 mês de curso ainda nos níveis inicias e usando no portfólio os projetos feitos no MID.

“Fiz esses cases seguindo o que o curso falava, apesar de não estar muito avançado nos níveis ainda. Eu fui dando uma olhada em algumas aulas para frente e também pesquisei bastante na internet e livros… esses 2 cases foram o que me salvaram nas entrevistas.”

Dica de Leitura: Como Aproveitar meu Background e Migrar para UX Design?

Comunidade Aela no Slack: um grande diferencial na trajetória

O Bootcamp MID conta com uma comunidade exclusiva com todos os alunos e mentores do curso. Lá, os próprios alunos divulgam diversas dicas de estudo, vagas de trabalho, conquistas, medos, entre outros temas.

Essa interação é sempre uma injeção de ânimo, pois é um lugar onde você pode desabafar, conhecer pessoas que estão na mesma situação que você, receber concelhos, dicas e indicações.

Diversos alunos nossos contam que a comunidade Aela foi essencial na trajetória de migração para UX Design. Confira:

Alyson Ambrosio

Alyson Ambrosio conta que o networking que construiu por meio de participações em eventos de UX/UI Design foi essencial para a conquista da primeira oportunidade em UX Design. Além disso, ele fala como a comunidade do MID foi imprescindível para a troca de experiências e motivação na carreira e estudos.

“Acho que o que teve, e tem, maior valor para mim é a comunidade da Aela. Poder trocar experiências, a motivação e energia positiva que rola quando alguém consegue uma vaga legal, principalmente no exterior, é muito legal e incentiva demais a você continuar estudando.”

Entrevista completa com Alyson Ambrósio

Rodrigo Guilherme

Rodrigo sentia necessidade de se envolver mais no projeto e interagir com uma equipe. Mas se sentia inseguro para migrar de carreira em virtude de sua idade, 39 anos. Após 13 meses, desde que tomou a decisão de mudar de área, Rodrigo conquistou sua primeira oportunidade em UX Design.

“Eu tive muito apoio da comunidade da Aela — recebi várias recomendações de leituras para estudo e referências. Isso foi excelente. Ver os relatos dos alunos do MID me deram um novo combustível para eu continuar me dedicando às aulas e aos projetos.”

Daiane Thomé

Se sentindo um pouco frustrada com o Design Gráfico, Daiane decidiu mudar de área após conhecer e iniciar o MID. Para alcançar seu objetivo ela decidiu traçar uma estratégia de carreira que a levasse a conquistar sua primeira oportunidade em UX Design.

"Essa troca de informações e conhecimento com os mentores e alunos de diferentes níveis também me trouxe bastante tranquilidade. Acho que o que mais contou do MID é a comunidade.”

Entrevista completa com Daiane Thomé

Dica de Leitura: UX Design – Quais as Possibilidades de Atuação?

Daniel Hildebrandt

Daniel Hildebrandt conta como foi sua experiência migrando do Design Gráfico para Product Design. Além disso, ele também compartilha como foi o processo de mudança para o Canadá, onde mora atualmente.

“A comunidade é sensacional, e o incrível é que todo mundo é ativo na troca de conhecimento e informações.”

Entrevista completa com Daniel Hildebrandt

Juliane Nieri

Juliana migrou do do Design Industrial e Motion para o Product Design. Segundo ela, o principal fator que estimulou a mudança de área foi o desejo de participar mais ativamente dos processos de descobertas e decisão dos projetos.

“Algo muito interessante que tivemos no MID foi virarmos parceiros de outros alunos do bootcamp, isto é, ter alguém para discutirmos sobre nossas dúvidas, dificuldades e desenvolvimento de projetos. É muito bacana termos acesso a pessoas que estão fazendo a mesma coisa que a gente, ou pelo menos o que queremos fazer. Isso ajuda bastante a construir confiança no seu próprio portfólio.”

Entrevista completa com Juliana Nieri

Outros depoimentos sobre o MID

“Tenho muitos amigos que me perguntam sobre como entrar nessa área. A primeira dica que eu dou é fazer o MID — Bootcamp Master Interface Design. No próprio curso há muitas dicas, sugestões de livros e ajuda para todos, através das mentorias.” —  Jey Castro

“… eu já estava no Master Interface Design (MID) e coloquei alguns trabalhos do curso que estavam bem mais completos e estruturados. Hoje eu tenho melhor resultados com eles, por causa do meu background. Consigo explicar melhor, e até mesmo levantar críticas minhas” —  Gabriel Bezerra

“…eu realmente não tinha a menor noção, mesmo sendo autodidata na parte de UI, minha parte de UX era zero. Não sabia nem o que era o conceito, basicamente… Não só o MID me abriu muito a cabeça, mas também as dicas que os mentores dão o tempo todo nas redes sociais.” —  Felipe Borges

“Minha dica é se capacitar, estudar e fazer a sua parte. Busque uma ajuda de verdade, como a Aela e o bootcamp MID. Além dos projetos e trabalhos que fazemos que ajudam no portfólio, temos todo apoio da comunidade e a possibilidade de trocar experiências e aprender ainda mais”. —  Rodrigo Guilherme

“A primeira coisa é tomar uma decisão. Em segundo lugar, faça o MID. A gente tem um apoio muito grande de pessoas com vasto conhecimento. Para mim, o curso foi essencial para fazer essa virada.” — Daiane Thomé

Confira outras entrevistas dos alunos do Bootcamp Master Interface Design que migraram para UX/UI Design, em nosso canal do Youtube. Ou, então, acesse os artigos das respectivas entrevistas.

Se você gostou desse conteúdo não se esqueça de clicar em curtir e compartilhar! Esse pequeno gesto ajuda bastante no nosso trabalho! Fique à vontade para continuar navegando aqui e, caso queira receber nossos conteúdos por email, inscreva-se na nossa newsletter!

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Cursos

Temos orgulho de ter todo mês novos alunos contratados em países como Brasil, Irlanda, Portugal, Áustria, Nova Zelândia e Canadá.
Faça parte da comunidade Aela no Telegram!
Receba nossos conteúdos e notícias em primeira mão